(11) 98301-4606
 
Tipo:
Finalidade:
Cidade:
Código:
ATENDIMENTO
(11) 2804-2658
cape@capeimoveis.com.br
Boa Noite, hoje é dia 17 de Junho de 2018 - São Paulo / SP
cape@capeimoveis.com.br
Em Construção
Prontos para Morar
Apartamento 1 dormitório
Apartamento 2 dormitórios
Apartamento 3 dormitórios
Apartamento 4 ou + dormitórios
Casa
Casas de Vila
Casa em Condomínio
Casa tipo Apartamento
Sobrado
Sobrado em Condomínio
Sala Comercial
Casa Comercial
Sobrado Comercial
Galpão
Sítio
 
Apartamento 1 dormitório
Apartamento 2 dormitórios
Apartamento 3 dormitórios
Apartamento 4 ou + dormitórios
Kitnet
Casa
Casas de Vila
Casa em Condomínio
Casa tipo Apartamento
Sobrado
Sobrado em Condomínio
Sala Comercial
Salão Comercial
Conjunto Comercial
Casa Comercial
Sobrado Comercial
Prédio Comercial
Galpão
Loja
PALAVRA DE DEUS
Cadastros IMÓVEIS
Cadastros PESSOAS
Serviços DETALHES
Trabalhe CONOSCO
Cartilha LOCAÇÃO
Prestadores SERVIÇOS mudanças, marcenaria, limpeza e outros
Encontre SEU IMÓVEL pesquisa + que completa
» SOU PROPRIETÁRIO; QUERO ALUGAR MEU IMÓVEL. O QUE FAZER?  
Locador
SOU PROPRIETÁRIO; QUERO ALUGAR MEU IMÓVEL. O QUE FAZER?
Em primeiro lugar, procure sempre um CORRETOR DE IMÓVEIS. Se já tiver um valor definido para o aluguel informe ao Corretor e, escute a opinião dele. Do contrário o Corretor é o profissional capacitado para avaliar seu imóvel e lhe dizer quanto vale.
Em segundo lugar, INFORMAÇÃO É ESSENCIAL, é a base de todo o negócio. Decidindo-se por contratar-nos para a intermediação de sua locação clique no link a seguir e preencha o Cadastro do Imóvel o mais completamente possível; se possuir fotos, tanto do imóvel quanto das áreas externas, comuns e de lazer, envie para o e-mail: cape@capeimoveis.com.br identificando o imóvel, do contrário iremos fotografar.
http://www.capeimoveis.com.br/pagina-ver/cadastro-apartamento-309

http://www.capeimoveis.com.br/pagina-ver/cadastro-casa-310

As locações em geral são regidas pela Lei 8.245/91 com as alterações introduzidas pela Lei 12.744/12 e, em casos especificos, pelo Código Civil. De acordo com a referida Lei, é importante observar que o PRAZO de locação residencial deve ser de 30 (trinta) meses e, entre outras pouco usuais, são permitidas as seguintes formas de GARANTIA-LOCATÍCIA: Fiador, Seguro-Fiança e Depósito-Caução.
A garantia-locatícia, por várias razões mais utilizada, é a de DEPÓSITO-CAUÇÃO, uma vez que beneficia tanto aos Locadores (proprietários) quanto aos Locatários (inquilinos). Na prática ocorre que o valor correspondente ao depósito pode ser combinado entre as partes variando ao equivalente de 01 a 03 meses de aluguel sendo pago em dinheiro (não confundir com cheque-caução), devendo ser devolvido ao Locatário corrigido pela Poupança ao final do contrato, podendo, mediante acordo entre as partes e, constando em contrato, ser COMPENSADO, ou seja, ao final do contrato ao invés de devolver o dinheiro o Locador deixa de receber os aluguéis correspondentes por conta do depósito. Outro fator importante é que, em caso de necessidade de uma ação de despejo, para que a justiça acate de imediato o pedido e retire o Locatário do imóvel rapidamente é preciso que se faça por meio de liminar e, para isto é obrigatório efetuar um depósito em juízo de valor equivalente a 03 aluguéis. Isto se dá como garantia ao Locatário, pois o pedido de despejo é aceito de imediato e, a análise do processo é feita posteriormente, assim se o Locador tem razão o mesmo recebe o dinheiro de volta e, se não tem razão (se despejou o Locatário indevidamente, por uma questão pessoal, etc) esse valor é destinado ao Locatário como uma forma de indenização pelos danos sofridos. Deste modo, optando-se pelo Depósito-Caução, o Locatário, por recebê-lo, tem esse recurso para efetuar o depósito em juízo.

Na opção pelo FIADOR o Locatário, na maioria dos casos, tem dificuldades em conseguir alguém que, além de lhe depositar grande confiança, possua ao menos um imóvel quitado e com escritura definitiva na mesma cidade do imóvel a ser locado (o ideal é que possua dois imóveis nessas condições) e, assim como o Locatário, não possua restrições em seu nome e comprove renda compatível. E para o Locador, caso haja necessidade de uma ação de despejo, além de primeiro mover uma ação contra o Locatário e, depois outra ação contra o Fiador, terá que dispor da quantia do depósito judicial para pedir a liminar, caso contrário, sem esse depósito em juízo, o tempo para se reaver o imóvel será muito longo.

A opção pelo SEGURO-FIANÇA é sempre mais utilizada para imóveis de maior valor (alto padrão) e, nas locações comerciais, pois requer uma avaliação muito rigorosa por parte das seguradoras (muitas vezes a pessoa não tem nenhuma restrição de SCPC/SERASA, possui renda compatível, mas não é aprovada pelos critérios da seguradora). Além disso, funciona como, por exemplo, um seguro de automóvel, o Locatário paga anualmente e tem valor elevado, em torno de um aluguel e meio.
 

As três formas de garantia-locatícia são boas, amparadas e previstas em Lei, mas é claro que, como em qualquer tipo de negócio, sempre há riscos. O importante é a precaução por meio de uma boa Intermediação Imobiliária que inclua, entre outras coisas, um contrato claro, objetivo e bem redigido.
CLIQUE NA IMAGEM PARA VER A ÍNTEGRA DA LEI DO INQUILINATO
(depois clique em VOLTAR no seu NAVEGADOR para RETORNAR A NOSSO SITE)



 
  Quem Somos  |  Pesquisa Completa  |  Venda seu Imóvel  |  Fale Conosco
(11) 2804-2658
CAPE imóveis - Corretores Associados Penha & Edson
EDSON ALVES DOS SANTOS
Corretor de Imóveis - CRECI-SP: 136.693-F

Rua Roberto Sampaio Penna, 233 - Jardim Martinica 
05759-280 - São Paulo - Capital

cape@capeimoveis.com.br

 
Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias